My Girlfriend Is An Alien 01X02 - ONDE É QUE ESTAMOS? SERÁ QUE ESTAMOS EM ALAGOINHA?

Na mesma noite ~

Eu tinha acabado de fazer meu relatório e como estavam todos em casa, tivemos que esconder aquele ser no quarto da Vivian. e agora eu aproveitei para poder ver se elas estavam bem, e se a Vivian não perdeu a paciência com ela ainda. Acredito que não. Por mais de boassa que Vivian seja. ela ainda estuda Física e isso acaba com ela de  diversas maneiras que você possa imaginar.




Vivian: - Ela não pode ficar aqui - ela comentou um tanto séria.
Donatella: - e por que não?
Vivian: - Já olhou pra ela, na realidade tu pegou ela no colo pra trazer pra cá. ela parece que solta muco sei lá. é meio nojento não acha. Apenas aceita que dói menos. Eu não vou dormir com esse treco não identificavel.
Donatella: - sério? nem um dia e já tá dando peti de viado? Olha só. se não quiser, eu durmo aqui com ela. E não, ela não solta muco, ela só é verde mas não é nenhum sapo.
Vivian: - Sapão é o Matt - ela soltou espontaneamente
Donatella - QUE?! - eu segurei o riso
Vivian: - QUE?! EU NÃO SEI!! - Ela corou.
Vivian: - Se liga, fica com esse treco por uma noite e amanhã a gente resolve o que fazer.
[???] estava calmamente observando o horizonte vulgo nada, então a encaramos com um certo dó. então ao mesmo tempo Vivian e eu soltamos um "Tadinha".


E enquanto estavamos conversando no quarto da Vivian:
Matt: - DONATEEELLAAA VIIVIIAN DESÇAM AQUI POR FAVOR!? - Matt gritava um pouco puto e provavelmente surpreso. dava pra notar isso em seu tom de voz. Eu sei eu consigo notar o tom de surpresa na voz dos outros. hehehe. - Sério véi, desce aí rapidão. Com todo respeito - Matt continuava a gritar
E assim que descemos, meio que tivemos uma surpresa e tanto. acho que podemos chamar de surpresa.


Donatella: - Okay, agora me diz: O que aconteceu com você?
Eduardo: - Nada não, valeu? se mete na sua vida cabelo de ferrugem
Vivian: - Eduardo Siqueira aquieta esse fogo no rabo!
Matt: - "Ialá", irmão isso é só uma fase. mas convenhamos agora Michele tem um amigo roqueiro - ele disse num tom de zoeira.


Michele no fundo deu um surto muito grande. porém soubemos lidar. E então ela se aproximou. Confesso que tenho um pouco de medo dela, porém eu divido o quarto com ela e as vezes ela mostra ser um amorzinho
Michele: - EDUARDO!! EU VOU TE ENFORCAR SE ISSO FOR MESMO O QUE EU TÔ PENSANDO QUE É!
Edu: - NÃO É UMA FASE!
Vivian: - Gente calma.
Michele: - ESSE PORRA NÃO VAI TOMAR O MEU LUGAR! JÁ NÃO BASTA TER ROUBADO MINHA FONTE DE DINHEIRO... QUER DIZER MOZÃO.
Eu, Vivian e Matt olhavamos um tanto chocados para ambos que já parecia não estar numa zoeira.
Matt: - Aí, na moral na moralzinha mesmo. Eu vou meter o pé, antes que sobre pra mim. - Ele disse indo para as escadas.


Michele: - VAI PRO BANHO JÁ ARRANCAR ESSAS TATUAGENS RIDÍCULAS DE PIRANHA! E ESSE PIERCING RIDÍCULO NO SEU SEIO?! COMO PORRAS VOCÊ NÃO CHOROU AO BOTAR ISSO? SUA QUENGUINHA!
Eduardo: - Calma, tá... Você venceu.... Mas Eduardo ainda vai ser aceito nessa bosta de faculdade. - Por algum motivo nerd sim ele falou na terceira pessoa.
Depois de uma pequena discussão aleatória, Eduardo foi para o banho e a Michele o seguiu.
sim ela o seguiu, e você vai entender porquê na imagem extra já já.


Vivian: - Meeeeniiina, tu viu? Mas esses dois estão demais!
Donatella: - Siiim, nunca vi a Michele tão puta, mas se bem que o Edu provoca também.
Vivian: - Realmente, mas vamos logo lá ver aquele ser verde, antes que destrua meu quarto.
Donatella: - Ela não é um cachorro. - afirmei franzindo a testa - Bora logo
 segui em direção á escadas e Vivian vinha logo atrás de mim. Estavamos conversando sobre a plantação dela que nada dava certo. ela também quer adubar da maneira escrota. aí nem tem como ajudar ela.
*Imagem Adicional*


Michele: - E TIRA BEM ESSAS TATTOOS, SEU LOIRO DE FARMACIA!
Eduardo: - Você tá é com inveja do meu loiro NA TU RAL
Michele: - Vai se foder!
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Então. Naquela mesma noite, estavamos conversando sobre como fazer aquele treco verde se acomodar melhor aqui, de qualquer forma sabíamos que ela não falava a nossa língua. Então como vamos nos comunicar?
Acho engraçado que o universo conseguiu suprir uma das minhas vontades. É a primeira vez que ele conspira ao meu favor e depois desse mar de sorte que tive vou poder dizer que EU CONHECI UM ALIENIGENA AH!
[...] E quando chegamos no quarto, deparamos com a coisinha conversando com um post da Vivian que continha a cara de um Alien meio fantasioso


Vivian: - CARALHO ELA ACHA QUE ELE É DE VERDADE.
Donatella: - É uma fofa mesmo né? - eu ri
Vivian: - É... que seja! Como vamos resolver isso?
Sinceramente, eu nunca vi Vivian tão séria assim, porque tipo. Ela não sabe esconder segredo e com essa menina no quarto dela, ela acha que pode dar merda. Resolvemos não contar pros meninos e pra Michele, porquê... Eu não sei, deixe que descubram sozinha. hehehe.
Donatella: - Certo, eu fico com ela essa noite e  tento vê se descubro mais alguma coisa, e você pode.... Sei lá enrolar o pessoal, eles não vão desconfiar muito.
Vivian: - Okay... mas não deixem-os subir aqui, eu tenho minhas coisas que é anti-meninos.
eu ri após o comentario dela, de fato tem muita coisa bagunçada aqui. e não sei como ela consegue NÃO esbarrar em todas as coisas guardadas aqui.
A Vivian tinha saído de seu próprio quarto, e eu ajudei a nossa amiguinha sem nome a se ajeitar e tal, expliquei que aquele bendito poster é de mentira, e também levei algumas coisas para ela comer. E cara. Definitivamente não consigo entender ela.


A menina sem nome havia deitado novamente, nunca vi uma pessoa dormir tanto, parece até que tem pressão baixa. hehe.
tive a brilhante ideia de ir até o computador e procurar coisas relacionadas a aliens, e achei bastante relatos de que existe uma cidade em nevada que se chama estranhópolis e lá vivia um homem, eu não acredito muito. Mas seria bem legal se fosse.
depois de um tempo pesquisando, o sono veio batendo, e meio que senti uma pancada forte na cabeça e acabei desmaiando.



No dia seguinte acabei acordando num lugar estranho, não era nosso dormitório, eu meio que observei o computador e ele não parecia que mudou muito, as janelas eram diferente, quadros e paredes também diferentes e TEM SOMBRA DENTRO DESSE QUARTO? WTF? O QUE ESTÁ ACONTECENDO? ONDE ESTAMOS? PORQUÊ EU SOU DE MASSINHA?
levantei-me correndo, notei que a sem nome ainda estava ali, acredito que daqui a pouco ela acordava.



Desci as escadas e me deparei com o pessoal lá, eles estavam sentados, e eu estava indo para uma poltrona ao lado do Edu, argh! que lugar é esse que estamos? é diferente e bonito e de massinha ao mesmo tempo, será que.... Não não, isso é avançado demais para esse mundo me aproximei do pessoal e aparentemente eles estavam bem feliz com esse lugar diferente.



Donatella: - Então gente, que história é essa que somos de massinha agora?
Vivian: - Menina, eu não sei. Mas a casa que pegamos é muito linda, pode falar.
Michele: - Exatamente, só tem um problema, aonde fomos parar? que lugar é esse? ainda estamos em le dancê?
Eduardo: - calma meus caros amigos, Isso é um mundo inverso, estamos num mundo espelhado do nosso, onde somos mais bonitos.
Matt: - Cala a boca cara, antes que a michele te dê um tapa.
Michele: - E NÃO VAI DEMORAR MUITO, BATA NA SUA CARA ANTES QUE EU BATA!
Donatella: - Gente, gente, pelo amor de Deus, precisamos averiguar que casa é essa.



Garoto misterioso que apareceu do nada: - Vai averiguar porra nenhuma, eu não tô escondendo drogas!
Matt: Oh louco, irmão. De onde tu surgiu?
Garoto misterioso: - Do inferno, não ta vendo?
o rapaz se aproximou e então olhamos bem pra cara dele, ele parecia uma mistura de Ezra Miller com alguém conhecido. Agora não lembro quem é.



Ele parecia bem enfurecido. - E vocês quem são? não me digam que são as pessoas que irão dividir a casa comigo. - O menino disse meio estressado.
Vivian: - Aquieta aí, gato. Somos novos nesse lugar.
Menino misterioso: - Gato nada que eu tenho nome, querida. e é Leonardo. Sou quente como uma noite em Paris e poderosíssima como a espada de um samurai.
Matt: - EITA! AÍ SIM HEIN. hehe.
Eu revirei os olhos e olhei novamente para o menino que estava parado na frente de todos nós. - Eu sou, Donatella, esses são Matheus, Eduardo, Vivian e Michele. - Nos apresentei para o garoto.
Michele: - Então Leonardo, nós precisamos de um lugar para morar. e infelizmente ou felizmente vai ser na minha casa, não me obrigue a te torturar. - Ela olhava para ele de forma calma e serena.
Leonardo: - Gata não tenho medo de você e do seu cabelo de Cacatua, já vi que seremos ótimos amigos. Vistam-se que vou mostrar a cidade pra vocês.
Eduardo: - Com que roupa que não temos?
Leonardo: - Ai usem as dos meus antigos colegas de casa.
Donatella: - E o que aconteceu com eles?
Leonardo: - Acidente de carro... A 'pera, não existem carros funcionais aqui. Eles só sumiram
Matheus: - O QUE?! E MEU CARRO DO LEILÃO? GASTEI SIMOLEONS COM ELE. AAAH!
eu revirei os olhos e ri pois sabia que aquele carro daria merda depois.
Vivian: - Vamos logo gente, eu tô cheia de fome.
Leonardo: - Certo, tem um quarto lá em cima que vocês podem se trocar, tem bastante roupas por aí. divirtam-se crianças.

(...)
Voltamos a Sala e esperamos Leonardo se ajeitar também.



Leonardo: - Olha sóóó todo mundo ajeitadinho, a maioria preto e vermelho que sensacional. -ele brincou.
Matt: - Aonde estamos?
Leonardo: - Estão em Windemburg, a cidade mais badalada que você respeita.
Eduardo: - O centro da cidade era assim porém... Era um pouco mais caótico.
Donatella: - Sim, e eu ouvi dizer que Bridgeport é um pouco vazio e bugado.
Michele: - Gente que treco verde e azul é aquele ali atrás do Leonardo?
Vivian e eu ficamos meio apreensivas por ser a nossa coleguinha sem nome, olhamos uma para cara da outra tipo. "Caralho e agora?"



Dei um sorriso sem jeito, e então olhei pro pessoal. - Essa é.... Eu não sei o nome dela. - Disse num tom meio baixo e apreensivo.
Matt: - Gente, verde aonde? ela só é um pouco mais morena que a gente.
Michele: - Seu lerdo, tira a porra do seu óculos verde.
Matt: - Eu não, é estilo.
Leonardo: - Miga, cuidado para que nenhuma criatura fitness apareça e te coma pensando que é uma verdura.
O pessoal levou tudo numa boa, e eu achei que eles iam brigar com a gente... Comigo, no caso. eu assumo total responsabilidade dessa menina verde.
Só que tem um problema, o Eduardo foi o único que não disse nada, por que será?
Vivian: - Ela parece meio tristinha, o que será que aconteceu?
Donatella: - Não sei, deixa eu ver. - eu disse me levantando e me aproximando da Alien.
Leonardo: - Caralho ela tá muito triste - ele riu
E eu só o olhei meio estressada, não é legal zombar da desgraça alheia.


Me aproximei da moça verde sem nome e tentei anima-la.
Donatella: - Olha não fique assim, nós vamos te ajudar. Okay?
[???]: - Família... Achar...
Leonardo: - Tá bom Yoda, nós vamos achar sua família.
Matt: - Poxa, Amigo, não zomba da mina assim.
Michele: - Ela não vai conseguir, esse troço verde nem fala a nossa lingua.
Vivian: - troço não, miga. Olha a diversidade, era você que não apoiava aquela parada de Familia tradicional simmer.
Leonardo: - Isso mesmo, familia tradicional... que?! Que isso gente...



E então, finalmente conseguimos animar a menina sem nome. - Nós vamos achar sua familia. - Afirmei.
Leonardo: - Nós quem? conheci vocês hoje!
Vivian: - Vamos sim, vamos correr por essa cidade toda gritando: "Quem tem uma filha verde, apareça!". Se toca, como vamos conseguir isso?
Donatella: - Hmm, nos artigos que eu li, existe uma familia alienigena em nevada. - Me afastei da Alien em seguida Matt veio abraça-la para ver se ajudava também.
Leonardo: - Podemos discutir isso enquanto comemos? dá uma roupa descente para essa menina e vamos logo para cafeteria.
Michele: - Que compaixão você tem, hein cara?! - ela disse meio brava.
Eduardo: - Se o FBI descobrir isso, estamos ferrados. Então estamos todos juntos no mesmo barco, espero que essa cidade seja tão louca quanto parece, assim podemos esconde-la de boa.
Leonardo: - Não se preocupe quanto a isso, não temos policiais, e nem bandidos. Ai, ai, Essa geração nova.
Vivian: - Eu vou ajuda-la também, Vamos meninas. - Vivian foi conosco até o quarto de hospedes novamente.



Chegando lá, deixamos a sem nome de cara para o gol ou cômoda.
Vivian: - Tem um vestido bonitinho e fácil de vestir se ela quiser, só bora logo que eu tô com fome - ela afirmou.
Donatella: - Tu tá nojentinha pra caralho hein? só porquê ficou mais bonita que todos nós. também ficou arrogante.
Peguei o vestido que Vivian tinha falado e dei pra sem nome se vestir, depois disso saímos do quarto e a esperamos.



Vivian: - Olha só, e não é que ela é bonita mesmo? Mais uma pro Matt dar em cima, sorte dela é que não entende nada o que a gente fala. não é não menina verde?!
[???]: - Eh? - ela olhou confusa para Vivian e ambas rimos de sua reação.
Donatella: - Vamos logo que o pessoal tá esperando...
E depois desse comentario, descemos nós três, e Leo foi o primeiro a sair, e então o seguimos, não conhecemos nada daqui, eu sinto que estou perdendo muitas aulas. Mas eu não me importo, esse mundo, ou lugar novo em que estamos é legal

Alguns minutos  de caminhada depois ~



Matt: - São três horas da tarde e a gente tá aqui, acha mesmo que esse café vai dar conta? - ele parecia preocupado.
Michele: - Qualquer coisa a gente pede um podrão.
Donatella: - Gente não sabia que a Vivian curtia ler livros.
Vivian: - Shhh olha o barulho!
[???]: - O que ser... ba-barulho? - A menina sem nome estava mais falante do que ontem. isso é bom, das poucas coisas que ela sabia falar em Simlish, ela estava se dando bem.
Donatella: - Barulho é algo muito alto e irritante, não sei explicar direito. - Eu acabei com uma cara muito confusa depois de tal pergunta.
Leonardo: - Como essa verdura gigante te entende?
Michele: - Eu não sei, deixa eu dar apoio moral pra Vivian que é o melhor que eu faço. - Ela levantou-se e foi até a vivian.
[???] - sêcov rednetne odacilpmoc é oãn
Matt: - que? - ele se sentou ao meu lado.
Eduardo: - Ela disse que não é complicado nos entender. - Quando ele soube o que ela disse, todos nós ficamos chocados.



Donatella: - Então ela pode nos entender é? - Encarei a menina sem nome em seguida ela sorriu. - QUAL É O SEU NOME?
Leonardo: - Donatella, ela só não fala a nossa língua, ela não é burra. - ele falou num tom irônico. - E não olha agora, tem um cara super gato porém todo de preto nos encarando. - ele sussurrou para o pessoal que estava ao redor.
Vivian: - Se ele não for parte do grupo do kkk eae man eu aceito. - Ela zombou
Matt: - A não esses padrões adolescente são MUITO CHATOS PUTA QUE PARIU!
Leonardo: - Gente não faz contato visual pelo amor de Zeus.



Homem misterioso: - Boa tarde, eu necessito falar com vocês e esse troço verde que os acompanham. - Ele disse num tom sério, sua voz era grossa e sensata.
Provavelmente ele poderia ser um dos caras do tal FBI que o Edu falou. Bom, basta conhecermos melhor...
                                                                                                                                          Continua....


Comentários

  1. QUE CAPÍTULO SENSACIONAL!!!! Amei a forma que vc trocou de um The Sims pro outro! <3
    Já estou shippando muito a Donatella e a Alien <3
    E QUE COISA É ESSA DO EDUARDO ENTENDER A LÍNGUA DELA?! :O espertinho-q
    E já estou ansiosa pro próximo capitulo <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PAKSPASKPSAKP FICO FELIZ QUE TENHA GOSTADO, PROMETO Q O PRÓXIMO CAP N VAI DEMORAR TANTO <3

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

My Girlfriend Is An Alien - 01x01 Piloto: O que os astros me trazem!?

História!